Chef Ricardo Peinado

Chef Ricardo Peinado

 Finalmente, o nome do nosso chef: Ricardo Peinado.

Uma descrição by himself:

Eu sou o chef Ricardo Peinado e tenho 26 anos.

Aos meus 8 anos os meus pais imigraram para a Suíça e levaram-me junto com os meus 3 irmãos. Vivia numa pequena freguesia com 3500 habitantes chamada Aadorf que se localiza no cantão de Thurgau na parte alemã. Estudei em Aadorf até ao 9º ano, depois formei-me em Zurique na Escola Superior de Hotelaria de Zurique “Belvoipark”.

O Belvoirpark está entre as melhores escolas hoteleiras do mundo. Durante os primeiros dois anos, aprendi a servir à mesa, aprendi muito sobre vinhos e como lidar com os clientes nas mais variadas situações. Nos dois anos seguintes estudei cozinha francesa, passei por todos os postos da cozinha como o Garde-manger, Entremêtier, Saucier e Patissier.
Enquanto eu terminava a minha formação a minha família decidiu voltar para Portugal e eu ainda fiquei até acabar o curso. Em 2005 também voltei para Portugal e fui viver durante 3 anos para o Algarve onde trabalhei no Restaurante “O País” na Marina de Albufeira e no Hotel Vila Vita Park em Alporchinhos.
De volta a Lisboa, mandei o meu curriculum para o TFTF porque procuravam um chefe de cozinha com conhecimentos na cozinha francesa. Fui a uma entrevista de trabalho onde me foi mostrado o projecto. Gostei da ideia e do desafio de elaborar pratos alsacianos no centro de Lisboa, e assim foi.

Estou muito motivado com este projecto e mal posso esperar por mandar a primeira “Flamküeche”.

Anúncios
Flammkueche em Tábua

Flammekueche em Tábua

Pois é, isto de tábuas tem muito que se lhe diga…

No caso das Flammekueche, elas são imprescindíveis.

Que faríamos nós sem a tábua com que levamos as Flammes ainda só Kueches ao forno? E como poderíamos apresentá-las à mesa de outra forma?

Tipicamente a Flammekueche ou Tarte Flambée é apresentada em tábua de madeira, simples, rasa…

Claro que nós tivemos de inovar um pouco e criámos uma Tábua única, do nosso restaurante. Ainda em fase de produção, o Terrence Hill, nosso designer industrial, descreve-a como “elegante, linda de morrer e completa”

Mais tentador, só a flamme que está por cima dela…

Muito trabalho, muitas noites, e ideias a surgir.

Uma primeira palavra (ou imagem) da Cria + , os nossos arquitectos, para o nosso blog.

Arquitectos Cria Mais

Pois é, desta vez não é vídeo, não é texto, nem fotografia.

Pedimos ao nosso designer Azedissimo que se descrevesse a si próprio. Abaixo está o resultado. A criatividade da TFTF salta à vista, não acham? Não se assustem o restaurante e as nossas flammes serão um pouco mais coloridas 🙂

O nosso designer

O nosso designer

Eis senão quando… a equipa do TFTF quase está completa e reúne-se no Rubro.

Equipa no Rubro

Equipa no Rubro

Reconhecem alguém na foto?

Ele é conversa, ele é música… tudo para acertar os mais ínfimos pormenores, da decoração, à música, passando, claro, pela Cozinha. Aproveitem e dêem uma olhadela ao vídeo. 🙂

A questão era: que música para o nosso restaurante em Lisboa? Vejam no que deu: http://www.youtube.com/watch?v=PaACuXc12zU

Entretanto, temos uma novidade oficial: o estilista das nossas fardas está escolhido! É o Nuno Tiago que nos fez uma proposta fantástica. Em breve, vamos poder mostrar-vos o seu trabalho.

A vez da Aline, no TFTF

Maio 13, 2009

Depois do Nuno e da Ghislaine, chegou a vez de conhecerem a Aline, nossa consultora de recursos humanos. Tem sido uma preciosa ajuda na procura e na escolha de toda a equipa do novo espaço.

A "nossa" Aline

A "nossa" Aline

Por isso, nada melhor do que perguntar-lhe o que para ela, é, de facto, esta Flamme que nos une a todos.

O que será o projecto daqui a uns meses?

Responde a Aline, “vejo-o claramente como um projecto singular. Diferente, inovador, com ritmo e energia. Acredito que vá marcar a “pausa” no espaço de restauração lisboeta.
Daqui a 6 meses (e é para isso agora que ando à caça de pessoas originais!) espero que tenhamos uma equipa diferente, polivalente e que reflicta o conceito que estamos a criar! Que o TFTF seja um spot de passagem quase obrigatória, na qual se encontre um serviço de excelência aliado a um clima descontraído e moderno.”

Tentador, não é? 🙂

Pois é, amigos, por aqui muito se faz… Os preparativos para a abertura do espaço estão em grande e em força… Não imaginam o desafio que é abrir um restaurante em Lisboa! Mas é apaixonante e todos estamos a abraçar as nossas tarefas. Todos?… Muito brevemente vamos mostrar-vos quem são…

Entretanto, já estamos a preparar a “obra” literal e metaforicamente: desde o caderno de encargos às entrevistas de emprego (anyone interested?).

TFT criaçãoA comunicação também tem sido uma preocupação: do design da nossa marca às fardas, passando por este Blog, claro. Sempre reunindo com toda a equipa: na terça-feira passada fizemos um Brainstorming com o Staff, no restaurante Rubro, no Campo Pequeno. Enquanto o nosso não abre, aproveitem e vão lá provar as tapas fantásticas, o vinho e claro, o ambiente 🙂

São mil e um preparativos…
Mas como a vida também tem as suas surpresas, temos um desafio para todos. O nosso espaço vai ter uma componente cultural, um espaço de ligação entre a cozinha, o vinho, a música e toda a Cultura. Por isso, estamos à procura de talentos. Em parceria com a Ice Eventos, estamos à procura de novos e conhecidos grupos musicais, dj´s, escritores, artistas plásticos… Se conheces alguém ou és um dos que se enquadram neste perfil, ficamos à espera 🙂

O prometido é devido! Aqui estão finalmente as fotos da nossa warm-up party Tout Feu Tout Flamme, que organizámos no nosso futuro espaço, nos Terraços de Bragança, no Chiado (Lisboa).

Enjoy!

Tout Flamme Tout Feu - Warm-up1

Tout Flamme Tout Feu - Warm-up1

 

Ena Tantos!...

Ena Tantos!...

E mais uns...

E mais uns...

Outros!

A festa foi... em concorrida :-)

A festa foi... bem concorrida 🙂

 

Mais uns

 

Fim de FestaGhis e Laranja

Claro que a nossa receita é secreta, mas aqui está, como prometido, uma receita para aguçar o apetite aos mais curiosos e uma foto exclusiva da nossa warm-up. Ainda este fim de semana vão ter mais 🙂

Vamos ao que interesa, a Tarte Flambée pode ser feita com:

Em breve, mais ....

Ingredientes:

Massa de Pão (500 g)
2 Cebolas grandes cortadas em rodelas
40 cl de Natas frescas e/ou “Fromage Blanc” (sorry guys, “fromage blanc” é mesmo intraduzível)
60 g de bacon aos bocadinhos (do melhor)
1 colher de óleo de colza
Sal, noz moscada e pimenta

Primeiro estende-se a massa do pão numa placa de forno ou, idealmente, numa pá de padeiro. Depois cobre-se com as cebolas, o bacon e as natas/Fromage Blanc condimentados.
Rega-se com o óleo de Colza e vai ao forno muito quente. Se possível, em forno aberto (os antigos fornos de pão…) de forma a que as chamas “flamem” a tarte.
Come-se muito quente!

Boa Páscoa 🙂

É tudo uma questão de palavras…
O significado é o mesmo: o de um projecto que vai aparecer, em breve, em Lisboa. E sim, alguns chamam-lhe restaurante. Nós, por agora, preferimos dar-lhe o nome de espaço para ter uma experiência dos cinco sentidos – porque a cozinha alsaciana é mesmo assim.

TFTF é um projecto novo – uma nova empresa que constituímos – Tout Feu tout Flamme. Porque é mesmo assim… Em francês, être tout feu tout flamme significa ser entusiasta. E é com esse entusiasmo que vamos viver um novo espaço em Lisboa.

Cartaz do Filme Tout Feu tout Flamme

Para os que não conhecem (ou para aqueles que querem rever), aproveitem e dêem uma espreitadela ao filme francês Tout Feu Tout Flamme com Yves Montand e Isabelle Adjani.

Mas, então, por quê a inversão das palavras no Blog Tout Flamme tout Feu?

Simplesmente, porque nos apeteceu e porque, qualquer dia, vai existir mais do que um Blog. E, então, irão conhecer o site… do… isso do nome, fica para depois 🙂

Depois de uma Festa fantástica, vamos continuar com novidades! Em breve, aqui, uma receita da nossa especialidade…